Find us on Google+

Widgets

por Cine31.


Jack Sparrow está de volta, e pela primeira vez em 3D, mas assisti nas boas velhas duas dimensões.
Um dos pontos positivos é que se reduziu de forma substancial a orgia de CGI da última entrega. A fotografia do filme e os nossos olhos agradecem. Outro aspecto positivo: o plot é menos confuso. A banda sonora continua bem adequada às tropelias de Jack Sparrow, a  enfant terrible dos piratas. O cruel Barba Negra - papel a cargo de Ian McShane - está bem personificado. Num plot paralelo, gostei bastante do casal missionário/sereia. Por falar nisso, as sereias são bem mais selvagens do que estamos habituados a ver.

Sobre o plot principal, o objectivo perseguido pelos protagonistas, gira em volta de mais uma variação da fonte da juventude. A fonte em si ão está mal concebida, mas depois da árvore de "The Fountain", é insignificante. Uma das coisas que me incomodou de sobremaneira foi a química inexistente entre a parelha "romântica" de Sparrow e Angelica, e as constantes piadas de duplo sentido sem grande graça ou originalidade (excepto acontecerem num filme da Disney!). Os fãs que me desculpem, mas nunca achei muita piada à Penélope Cruz. E um dos trunfos dos capítulos anteriores da saga foi precisamente o triângulo Sparrow-Will Turner -Elizabeth. Sparrow faz muito melhor par com Barbossa (Geoffrey Rush) ou com Gibbs (Kevin McNally). As generalidade das acrobacias e lutas estão pouco inspiradas e pouco emocionantes.



A película inspira-se na novela "On Stranger Tides" (1987), do autor Tim Powers, que já tinha sido servido de inspiração para os famosos jogos "Monkey Island". 
No global, o filme não é de se jogar fora, mas trouxe pouco de novo à saga - além das sereias e Barba Negra. No entanto é um deleite ver Johnny Depp desfilar pelo ecrã espalhando o caos.

4 comentários até agora:.

  1. A tua critica está cheia de conclusões que eu próprio as tenho sem ter visto o filme por não me apetecer o ver sequer. E a culpa começa realmente no exagero do festim CGI e do surreal argumento da entrega 3 dos Piratas.
    Nem sequer sacado o verei (é de graça na net mas ocupa espaço precioso no meu disco externo e gastaria banda-larga que pode muito bem ser melhor canalizada a outras das minhas escolhas - mesmo que sejam filmes piores)... mas se um dia der na TV farei a obrigação de o espreitar sem compromisso.

  2. CINE31 says:

    aquele Piratas 3 realmente... too much. este vi melhor e não é tão tedioso, mas realmente há coisas mais interessantes

  3. Sofia says:

    "é um deleite ver Johnny Depp desfilar pelo ecrã espalhando o caos" - mais uma das razões para eu adorar pertencer à dupla Cine31.

  4. CINE31 says:

    :D "eu sei" ;-) (citação Star Wars ;-) )

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...