Find us on Google+

Widgets

Não sou de criticar o que outras pessoas escrevem, sobretudo no que opiniões, diz respeito. Hoje, como sabem, o mercado de revistas da temática cinema/televisão cresceu a olhos vistos: Todos simpatizamos mais com umas do que com outras eu confesso que tento compra-las todas (as nacionais). 



No meu entender este crescimento de concorrência, devia servir para que todas inovassem e todas tentassem ser correctas/fidedignas nos seus artigos. Não sou especialista nem em cinema nem em televisão, sou uma amante dessas artes e portanto é como tal que vou escrever.
Na Magazine HD deste mês, li dois artigos que me deixaram um tanto ou quanto triste.
O primeiro é o artigo sobre o X-Men First Class (por Filipe Ferraz Coutinho) em que está escrito – passo a citar:

“Quem viu a trilogia X-Men poderá debater-se acerca dos propósitos que justifiquem esta prequela e facto é que, quando a notícia de que tal se ia suceder surgiu, foram poucos os que regozijaram”(…) “o maior trunfo resida no facto de que as origens do Professor X e Magneto sejam historicamente mais estimulantes do que as de Wolverine” (…) “O objectivo era expandir a saga, tornar o seu universo mais próximo à banda-desenhada e tornar o primeiro filme numa base sólida para aquela que se pretende tornar uma prequela em três partes à la “Guerra das Estrelas”

Isto para mim lê-se: não vão a cinema ver isto – pois pretende ser uma coisa qualquer entre a BD e a Star Wars - e não comprem os DVD’s do Wolverine ou os outros X-Men.
Tudo é mais estranho quando o artigo em causa não está na parte das críticas ou opiniões, mas sim, na área dos lançamentos para cinema – denominada “a chegar”.

- Desculpa Filipe, é só a minha opinião -



A segunda menção está na área referente ao VOD e refere-se a Jackass 3.
Se há coisa que para mim é sagrada, Jackass é uma delas. Está no Top3 dos “meus sacramentos”. Eis o texto:

“Johnny Knoxville e os seus excêntricos amigos estão outra vez em filme, para coisas que ninguém os deixaria fazer na popular e controversa série da MTV, arriscando estranhas e dolorosas performances e até a própria vida: desde aterrorizar transeuntes japoneses disfarçados de pandas, passando por corridas em carros de golfe, a caminhar numa corda por cima de crocodilos vivos!”

Onde é que aqui se fala de Jackass 3? No terceiro filme, não existem japoneses, não aparecem carros de golfe, nem crocodilos. E é óbvio que a pessoa que escreveu isto além de não ter visto o filme, nunca viu a série.


- Foi um desabafo -

Categorias: , ,

9 comentários até agora:.

  1. Hummm... duas opiniões acerca de artigos da Magazine HD.

    Sobre os argumentos acerca do X-Men, escritos pelo Filipe Coutinho na (mini)Take... o artigo não me soou assim tão nefasto como a Sofia alude. É "sui generis" sim e admito ser uma "prosa" pouco abonatória para a chegada do filme, mas convenhamos que não está ainda a denegrir o que quer que seja.

    Sobre o Jackass, ora bem... odeio totalmente qulaquer minuto do Jackass e só vi o 1 e acho que quem escreveu ficou igualmente atravessado, pelo que as linhas dedicadas a essa saga até são abonatórias demais... digamos que transmitiu unicamente o espirito de um filme e série para qualquer filme.

    Mas é interessante ver opinar sobre as revistas. neste caso a Magazine HD tem um espirito próprio que admiro, e depois tem duas forças internas distintas, sendo que a take não lida com os fundamentos da MagHD da mesma maneira... e pisam o risco imensas vezes.

  2. Sofia says:

    Em primeiro lugar: aqui escrevi sobre a minha opinião. Ninguém é obrigado a ler ou interpretar o artigo da mesma forma que eu o fiz. Eu fiz o meu julgamento e assinei o que fiz.

    Em segundo lugar: Jackass para mim não é um filme, nem é uma série - é uma forma de estar na vida. E só vê quem quer. Os DVD param-se no STOP e a Televisão tem um comando que permite carregar nos números que se quer para mudar de canal. Aqui não pretendi fazer um julgamento de valor sobre o dvd Jackass mas sim sobre a falta de rigor da análise ao DVD. Tu não gostas, eu adoro - o mundo não para por isso.

    Tal como tu, também admiro a Magazine e a Take e por isso compro a primeira e imprimo a segunda. Não sou é obrigada a concordar com o que lá está escrito.

    É a diferença de opiniões e de gostos, bem como a possibilidade de os anunciar ao mundo que permite a existência de um grande mercado de revistas, sites e blogs sobre esta e tantas outras temáticas.

  3. Concordo com a essência da resposta ao meu comentário (e sobre o Jackass é o que faço...), contudo não era objectivo que o meu dito fosse entendido sequer como uma achega ao artigo e a quem o faz (longe disso), pois achei muito pertinentes todas as observações expressadas. Portanto, o rebatimento tom em modo "Disclaimer"... ok, tudo bem.
    Comentei, expressando igualmente a minha visão do caso, que também notei o mesmo quando li o texto sobre o filme X-Men que está para chegar.

    Eu também tenho as minhas observações e opinião sobre a publicação, que no meu caso até as dirijo mais aos autores da Take, que são mais irreverentes por vezes e noutro tom que a Magazine HD (que se percebe ter uma clara "vocação" distinta da Take).

    A Magazine HD, tem sido muito agradável e como toca temáticas que muito aprecio, de uma maneira generalista, tem sido a publicação que mais apoio, comprando-a religiosamente mensalmente. Até já lhes exigi, directamente o numero zero que eles chegaram a editar internamente... bem que prometeram mas nunca apareceu.

  4. Sofia says:

    oi Arm... estranha o dia em que eu não tiver em "modo disclaimer" - isso sim é mau sinal :) :)

    Sinceramente acho que a Magazine HD está fraquinha comparada com a Premiere ou até a Total Film. Para mim está similar a um "guia de televisão, vdo e lançamentos dvd/blu-ray". Mas lá está, é uma questão de identidades e de gostos

  5. Sofia says:

    onde está vdo - leia-se vod

  6. :-)

    Realmente é essa a presença da MagHD.
    Ser um guia orientador dos conteúdos do momento da publicação e talvez por isso é que a aprecie tanto por ser tão distinta ao abordar imensas origens para os mesmos.

    A Empire começou bem e pareceu-me vir a ser a mais interessante em termos cinéfilos. A verdade é que agora existem até publicações em excesso.

  7. CINE31 says:

    Como não conheço a revista não em vou adiantar muito :)
    Sobre o comentário do Filipe sobre o X-Men também não interpretei da mesma maneira que a Sofia, porque realmente pouca gente parecia interessada em mais prequelas X-Men (depois do fracasso do filme do Wolverine). As expectativas só começaram a aumentar depois das fotos e dos trailers revelarem que até será um filme interessante, provavelmente mais interessante que o do Wolverine (que na minha opinião é uma bosta. mas isto sou eu ;-P ).

    Sobre o Jackass, não sou fã, mas percebo a paixão da Sofia pela saga porque eu sou fanático de outras (não vale a pena dizer quais...). Por isso confio, que se ela é fã e sabe que NADA do que é mencionado na "análise" do DVD, que a Sofia tenha ficado em choque. Até acho que era caso para enviar a SWAT a casa da pessoa que escreveu tolices desse calibre. Ainda por cima, numa revista a "sério". Alguém me paga para inventar sinopses sem ver os filmes??

  8. Bem falado David e estou em clara sintonia em tudo o que disseste.
    Continuai o vosso bom trabalho no blog. Força e sempre cool!

  9. Sofia says:

    SWAT... parece-me muito bem. Voto a favor :)

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...