Find us on Google+

Widgets



O plot desta sequela/spin-off do excelente "Cloverfield" ["Nome de Código: Cloverfield"] podia ser um dilema digno das Nalgas do Mandarim:
Preferias ser uma escrava sexual de um pervertido subterrâneo ou SPOILER sobreviver na superfície a fugir da invasão alien, que podiam ser também uns tarados? Dou-vos alguns segundos para apreciar as hipóteses...
Para quem viu apenas o trailer, já não é spoiler que boa parte da fita é passada num subterrâneo, na companhia de um elenco reduzidissimo. Nesse departamento a produção poupou bastante. Os primeiros 4 quintos da metragem podiam passar como um comum thriller em que uma vitima de um rapto invulgar (Michelle, desempenhada por Mary Elizabeth Winstead, a eterna Ramona) tenta adaptar-se à vida em cativeiro enquanto planeia e tenta a fuga. O detalhe: pode ser mais seguro permanecer no cárcere (com ar respirável, provisões, jukebox, puzzles e...companhia) do que escapar para o exterior, onde - a acreditar nos companheiros de bunker - a restante civilização (os EUA, obviamente) foi atacada de forma catastrófica. E durante boa parte da fita esse suspense consegue ser mantido - a não ser que tenham visto antes o poster final do filme - tanto sobre o que realmente aconteceu no exterior supostamente contaminado, como sobre as verdadeiras intenções do dono do bunker, o especialista em sobrevivência e teorias da conspiração, o creepy Howard (John Goodman); e do outro refugiado, o redneck sensível Emmett (John Gallagher Jr). A tag line "Monsters come in many forms" ("Os monstros vêm em muitas formas") não podia ser mais exacta, visto que boa parte das cenas mais tensas e emocionantes são construídas metodicamente e dependem apenas do elemento humano.

Além da excelente fotografia, a realização é segura [ainda mais para um estreante na cadeira de realizador, Dan Trachtenberg], com uma edição dinâmica mas sem demasiada exuberância. Gostava de rever para poder apreciar melhor a banda sonora daquele senhor chamado Urso que nos deu maravilhas como a trilha do reboot de Battlestar Galactica.

6 comentários até agora:.

  1. Eu vi hoje em 4DX e amei :D 5*, com quanto o classificaste?

    PS, ouvi dizer que não tem ligação com o primeiro mas eu senti que havia ali uma pequena ligação. E se houver mais um filme, penso que será possível a sobrevivente do primeiro filme aparecer no próximo.

  2. CINE31 says:

    Eu veria de bom grado uma sequela :)
    Geralmente não gosto de atribuir pontuações, mas este daria um 4 ou 4 e 1/2.

  3. Deixo aqui um pedacinho na minha análise.

    "10 Cloverfield Lane": 5*

    "10 Cloverfield Lane" é até agora um dos filmes do ano, vi-o recentemente e é excelente.

    Cumprimentos, Frederico Daniel.

    Ps, se o David quiser está convidado a ler a análise integral em http://osfilmesdefredericodaniel.blogspot.pt/2016/04/10-cloverfield-lane.html

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...