Find us on Google+

Widgets


Fan Theories: sempre apreciei estes "what if" ("E se..."). Mas preferia quando eram apenas pequenas e divertidas curiosidades nos rodapés de artigos que despertavam a atenção e um sorriso do leitor. Infelizmente desde que o suposto modo de vida nerd foi monetizado e espremido pelos meios mainstream, a mais ridícula  fan theorie sobre filmes, séries ou livros populares ganhou destaque de montra numa torrente de clickbait inacreditável e insuportável. O Kylo Ren é o Jar Jar Bink? OK, mesmo meses depois de saírem fotos oficiais do actor Adam Driver sem a porra da máscara! Todas as aventuras do Harry Potter são imaginadas pelo próprio para se distrair enquanto cresce desprezado pelos tios? Porque...sim? O Jack Dawson de Titanic era uma alucinação de Rose?  Tudo vale. Muitos sites estão a substituir as noticias por artigos em que recontam qualquer teoria ou desejo húmido dos fãs. Ocasionalmente surge uma teoria interessante e com vários indícios nesse sentido, por exemplo, aquela que sugere que os pré-históricos Flintstones e os futuristas Jetsons na realidade se passam num futuro pós-apocalíptico em que a sociedade tecnológica dos Jetsons vive em cidades flutuantes e os restantes humanos na Terra reverterem para uma versão da Idade da Pedra recheada de referências ao século XX.

Outro sintoma deste excesso de clickbait para atrair o que está na moda - que de momento são os nerds e uma versão distorcida de feminismo - é a proliferação de simples ideias que rapidamente crescem para uma avalanche de falsas esperanças nas redes sociais que depois chora e espalha insultos quando não se obedece ás directivas do fandom. Falando de filmes, geralmente os produtores não se podem estar mais a borrifar para o que os fãs querem. Mas nos últimos tempos - de que o recente Deadpool é um bom exemplo - também os estúdios parecem parecem estar a dar ouvidos aos fãs -  mais ou menos - histéricos. E falando na sequela desse êxito, nem tudo são boas ideias: um caso que vi hoje: de uma ilustração de fan art - arte criada pelos fãs de personagens populares - com uma reversão de sexo - genderbend -, a uma tentativa para forçar na opinião pública que o Cable do Universo X-Men - um personagem estabelecido na BD há décadas como a personificação do excesso de músculos, agressividade, testosterona, armas e bolsos dos anos 90 tem que ser interpretado.... pela lingrinhas sem sal Keira Nightley? Que merda andam a tomar com os cereais de pequeno almoço? Ácido que os paizinhos tinham escondido dentro da lata de chá desde os anos 60?
NOTA: Entretanto, vi o filme, e como já me tinham alertado, é uma referência a um diálogo do filme. Mas, espero que não passe de uma piada....

Outros exemplos de personagens estabelecidos que querem mudar por alguma suposta agenda social: James Bond negro. James Bond gay. Porque não negro e gay? Ou Jane Bond, uma mulher anã negra lésbica em cadeira de rodas? (já viram a quantidade de minorias que se podiam sentir representadas?) Esta inventei eu, acho....  

Mas nem todas as ideias são ridículas: O próximo Doctor Who mulher? Porque não? Faz sentido dentro da mitologia da personagem que se pode regenerar em pessoas diferentes cada vez que "morre". Até pessoas envolvidas na produção da série falaram nessa possibilidade.
Mas por cada uma ideia boa, centenas de idiotices inundam as páginas de sites e redes sociais....dói ver o clickbait disfarçado de nerdice...
Porque ainda sigo esses sites? Não sei...não sou masoquista, mas se calhar sou na realidade um cyborg a sonhar que tem um blog...

Categorias: ,

2 comentários até agora:.

  1. Lobby gay ao ataque...
    Will Disney Ever Let The Force Awakens' Finn and Poe Be a Couple?
    http://io9.gizmodo.com/will-disney-ever-let-the-force-awakens-finn-and-poe-be-1759715797

  2. CINE31 says:

    Bruno Patuleia:
    Ah sim, que praga. Aparentemente, homens já não podem ser só amigos....

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...