Find us on Google+

Widgets

Por Cine31.

Hoje comemora-se vinte anos desde a estreia de Rocketeer, a 21 de Junho de 1991. O protagonista deste filme injustamente subvalorizado e esquecido é Rocketeer, um herói retro, criado na banda desenhada em 1982, por Dave Stevens, como homenagem aos antigos heróis das décadas de 40 e 50. A namorada do heroi é Betty, claramente inspirada na figura da mítica Bettie Page. No filme a namorada passou a chamar-se Jenny (a adorável e jovem Jennifer Connelly) mas Rocketeer continua a ser Cliff Secord, interpretado por Billy Campbell. A liderar os vilões, Timothy Dalton, com um maléfico bigode. A realização esteve a cargo de Joe Johston, o realizador de Jurassic Park III; Querida, Encolhi os Míudos e do próximo Captain America: First Avenger. Uma aventura divertidissima!


Veja o trailer da aventura:


Trailer criado por fã:



Até teve direito a um trailer sobre como o filme teria sido de fosse feito nos anos 30: 


Rocketeer versão Alex Ross.

Mais sobre a personagem: Rocketeer (Wikipedia - inglês)

5 comentários até agora:.

  1. Ora aqui está um grande filme de aventuras mas também uma das mais espantosas adaptações de BD para live-act, numa produção admirável de época.

    Diria que esta filme na sua altura tinha muito daquilo que há no 1º Iron Man. Aliás, há cruzamento de ideias no Iron man que devem vir do Rocketeer, suspeito. A máscara, o voar por propulsão, e no fundo por não ser a "máquina" o herói mas a pessoa.

    Das adaptações vintage, o Rocketeer só é suplantado pelo "Dick Tracy", que é um assombro visual, de produção e muito irónico também.

    Quer-se dizer, já passaram 20 anos que o fui ver ao cinema... e em 20 anos muita coisa acontece realmente.
    Veja-se o caso da Jennifer Connely que na altura que participou neste filme, era sinónimo do que havia de melhor, ela que tinha dois "bons e grandes" argumentos frontais (e fez cada filme com esses argumentos... ui...ui...) e... e a tolinha nos anos 2000 lembra-se de fazer uma redução (ainda hoje abano a cabeça em negação) e ainda por cima acha que passar fome lhe dá mais beleza... ela ficou horrivel (já no Hulk e Requiem não parecia a mesma mas ainda...).

    Caramba, mas agora que falei nela, e a julgar por essa muito muito sugestiva segunda imagem do post com a pin-up, até já acho que a adaptação poderia ter sido perfeita se tivesse tido uma cena "airosa" como essa... eheheheh!
    (Que espéctaculo mesmo! Refiro-me á pose do Rocketeer e à maneira como segura... na arma. Que pensavam hã... a minha mente não é assim tão poluida... nã!)

  2. CINE31 says:

    agora fiquei novamente com vontade de rever o filme, espero que apareça por ai uma versão remasterizada...

    também eu continuo inconformado com a redução da Jenny...ai ai :-(

    sim, a BD é bem mais atrevidota que o filme, que deve ter sido "acalmado" pela Disney. no google encontras muitas pin-ups sugestivas do Rocketeer e da Betty, que como disse acima, foi inspirada na rainha das pin-ups Bettie Page

  3. Blau!!! says:

    Esse filme marcou muito minha infância, quer dizer, pré - adoslescência! Quero assistir de novo, estou procurando faz um tempo, mas não encontrei ainda.
    Na época que eu assisti o filme, eu tinha mesmo antes de ver o filme, lido a HQ, e adorado! Me apaixonei seriamente por aquela betty page, e depois pela linda jennifer, que até hoje sou incrivelmente apaixonado pelos trabalhos dela.
    Para mim, acho humildemente, ela uma das melhores artistas de hollywood, por se comprometer com a arte! Independente da beleza indiscutível dela!
    Não sabia da redução, mas respeito muito! Acho que se isso causava um desconforto para ela, então fez bem, porque fez por ela. E quem gostava dela como artista, vai conitnuar gostando!
    Com todo respeito, mas quem acha que ela ficou menos por causa disso, deve procurar as Panicats, Tiazinhas, e Feiticeiras da vida!
    Voltando ao filme, além do HQ e do filme, lembro que também tinha o jogo ROCKETEER para Megadrive, ou Nintendo, não lembro! Era muito divertido!
    Enfim, minñha conclusão é que se não fosse por essa marivilhosa, linda, espetácular artista, o filme não seria o mesmo! E parabéns pela matéria! A primeira frase diz tudo em relação ao filme ter sido SUBJUGADO! Vai saber por que?

  4. CINE31 says:

    viva!
    Infelizmente, não tenho acompanhado a carreira da Jennifer nos últimos anos.
    Não me lembrava desse jogo do Rocketeer, vou pesquisar melhor, fiquei curioso :)
    Quando vi o filme pela primeira vez, não conhecia a BD, nem os actores, nem o que homenageava, e agora ainda gosto mais! É realmente, um filme divertidissimo , que merecia mais destaque!

  5. CINE31 says:

    Encontrei o jogo para NES do Rockteer para download, para jogar com emuladores: http://www.coolrom.com/roms/nes/3900/Rocketeer.php experimentei na PSP, está giro!

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...