Find us on Google+

Widgets

por Sofia; 


Durante o primeiro fim-de-semana de Outubro (dia 1 e 2) celebra-se os 37 anos que passaram  sobre a distribuição de The Texas Chain Saw Massacre  um filme de terror independente e de baixo orçamento feito por Tobe Hooper. No elenco, o filme contava com Marilyn Burns, Gunnar Hansen, Teri McMinn, entre outros. 
Basicamente envolve... uma serra electrica,  um serial-killer de nome Ed Gein e mortos.  No ano de 2003, Marcus Nispel e Michael Bay refizeram o filme. 





Mas outro filme de terror merece destaque nestas datas. Night of the Living Dead e os 43 anos sobre o seu lançamento (1968). Dirigido por George Romero, contou com um orçamento baixo, críticas ferozes, mas alcançou o estatuto de "filme de culto" para os amantes do terror: Destaco o facto de estar registado na Biblioteca do Congresso Americano (na zona dos registos cinematográficos) - o que alicerça a ideia do "culto" e do respeito pela película. 









E em 1976, Nagisa Oshima's dá a conhecer ao mundo o seu Ai no korîda - o entre nós, denominado "Império dos Sentidos". Foi, é, será, um dos filmes mais polémicos e controversos da história do cinema. A narrativa envolve uma ex-prostituta, o seu chefe, possessão, amor, paixão, descoberta, sensualidade, sexualidade. 
Independentemente de todos os adjectivos que se possa atribuir, sendo que alguns, são e serão sempre negativos,  Ai no korîda é explicíto, real, pornográfico, até, mas tem uma atmosfera sensual, delicada, com boas interpretações e que por tudo isto, o coloca no patamar daquilo que se pode considerar arte (no cinema).







O último destaque vai para, The Bridge over the River Kwai, datado de 1957 (54 anos) baseado no romance de Pierre Boulle "Le pont de la rivière Kwai" foi adaptado ao cinema por David Lean. Vencedor de vários prémios o filme toca na delicada história da Segunda Guerra Mundial, focando a sua narrativa nos presos britânicos que foram encarregues pelas autoridades japonesas a construir uma ponte de transporte ferroviário sobre o rio Kwai, em plena selva tailandesa. 








E assim são... Os Dias do Cinema 






2 comentários até agora:.

  1. CINE31 says:

    Muito bem! E fiquei a saber que o Pierre Boulle também escreveu o "Le pont de la rivière Kwai". Dele só li o Planeta ds macacos :)

  2. Hugo says:

    Ótimas lembranças.

    Desta lista apenas não assisti ainda "O Império dos Sentidos", os outro três são clássicos absolutos.

    Até mais

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...