Find us on Google+

Widgets

E a ultima intervenção neste "TOP "Filmes que toda a gente gosta, mas eu não" ficou para mim, devido à antiguidade do meu cargo e... não, fiquei para ultimo por preguiça mesmo. Quer dizer, não foi pêra doce congeminar uma lista que destacasse alguns daqueles filmes que a maioria do público informado ou da crítica adore e eu não. Principalmente porque desde sempre a maioria dos filmes a que assisto já tenho uma boa ideia do que esperar e portanto há muita bosta em suporte celulóide (ou digital) que evito "pisar" conscientemente. E claro que tive muitas desilusões no cinema, mas era adolescente inconsciente e ninguém gosta do "Street Fighter" com o Van Damme. Portanto, a maioria destes filmes foi visto em casa, na TV ou em DVD. E alguns talvez num dia em que estivesse doente. 
Eu não ia justificar as minhas escolhas mas os sacanas os meus queridos sócios fizeram-no, portanto estou implicitamente obrigado a justificá-las. Peço desculpa antecipadamente por alguns argumentos pouco objectivos (para ser simpático).


O Paciente Inglês / The English Patient(1996) - Uma seca do camandro com boa fotografia e valores de produção, continua a ser uma seca do camandro. Devia-se ter chamado "O Defunto Inglês". E agora que penso nisto, nem sei se vi o filme todo...

A Vida É Bela / Life is Beautiful (1997) - O Roberto Benigni nunca me fez mal, mas não consigo suportar a figura histérica da criatura em questão. E automaticamente qualquer coisa em que exista a possibilidade de ele saltar  fazer uma palhaçada está fora de questão. Devo ter visto 5 minutos, além das milhentas vezes que cenas do filme foram exibidas na TV na época.

Uma Mente Brilhante / A Beautiful Mind (2001) - Que grande desilusão. O mais interessante do filme é jogado no lixo. Eu gosto de twists finais mas não havia necessidade! Mas mesmo o resto do filme foi tão sobrevalorizado... Gostei bastante da banda sonora, apesar de repetida ad nauseum nos meios de comunicação.



O Grande Peixe / Big Fish (2003) - Tinha sido mais fácil chamar a esta lista "filmes sobrevalorizados". Este é mais um. Espera-se muito do Tim Burton, e apesar do habitual génio design de produção, banda sonora e elenco, o conjunto não funciona bem. Quer dizer, o filme não é mau, mas tinha potencial para muito mais...

Os Rapazes da Noite / Lost Boys (1987) - Pois é, sabem aqueles filmes que levam anos a ouvir elogiar como sendo uma referência do género? Este é um dos tais em que li dezenas de vezes em revistas e listas de filmes de vampiros. No final, é um filme banal, que se fosse feito hoje era atirado aos lobos...

O Náufrago / Cast Away (2001) - Podia ter sido um filme épico, sai um melodrama mal assanhado e chato. Que desilusão. Não, o "Wilson" não foi assim tão emocionante.

Michael Clayton - Uma Questão de Consciência / Michael Clayton (2007) - Pouca coisa me aborrece como quando o aspecto mais prometedor do filme é usado apenas como "muleta" para um drama banal com aspirações "existenciais".

Colateral / Collateral (2004) - Este já vi bastante tempo depois da estreia. Desculpem-me se acho que boas actuações não fazem um filme interessante. Lembro-me de ler as criticas e que me pareciam todas a papel químico a louvar a realização de Mann, a fotografia, e wathever o "espírito" de Los Angeles...fica o estilo e pouco mais.

Brazil - O Outro Lado do Sonho / Brazil (1985) - Ok, percebi as óbvias criticas à burocracia e outras loucuras da nossa sociedade, mas no seu conjunto o filme é um confusão sem rumo. Um daqueles filmes que gostava de gostar, pelas referências, pela crítica, mas...talvez num segundo visionamento...

À Espera de um Milagre / The Green Mile (1999) - Mais um que só vi pela curiosidade de ver porquê tanta gente se desmanchava em lágrimas a ver o filme. Moscas? Moscas?? Tinham mais sentido no "The Mummy" (também de 1999). Sim, sim, é a representação do "mal"...

E pronto! Provavelmente poderia ter acrescentado muitos mais mas, há muitos que por ter a certeza que os ia odiar nem chego a ver... 

(Re)vejam os Tops dos meus colegas:

Categorias: , ,

16 comentários até agora:.

  1. Anónimo says:

    Ahahaha, tu és só estúpido xD

  2. CINE31 says:

    Ahahahah podia ser pior, podia ser estúpido e Anónimo!

  3. Concordo com o "Cast-Away", havia potencial para muito mais. Os últimos 30 minutos ou assim do filme foram, para mim, bastante desinteressantes a comparar com o resto que também gostava que fosse mais dramático. Ainda assim, o que é, gosto. Está meio no meu culto, especialmente pela cena do dente... como eu o percebo... como eu já tive desejo de fazer o mesmo...

  4. CINE31 says:

    pois, achei mesmo boring... talvez numa nova visualização encontre algum pormenor redentor :)

  5. Sofia says:

    os anonimos dos blogs fazem-me lembrar os eunucos do Game of Thrones ou até mesmo os "castratti" da História - falta-lhes qualquer coisa - neste caso - duas coisas

  6. Sofia says:

    colateral david josé ?????????? não sei se te consigo perdoar :)

  7. Se ele nos desculpou com o Star Wars acho que podemos fazer um esforço por ele =P

  8. CINE31 says:

    verdade sócia, verdade!

  9. CINE31 says:

    não me lembro...ele também falava com cocos?

  10. CINE31 says:

    ah... alguém que me compreende! gracias sócio!

  11. Sofia says:

    :) está bemmmmmmmmmmmmmmmmm

  12. Realmente, o Collateral é um filme genial, com uma ambiência incrível! Mas percebo muitas destas escolhas, The English Patient, A Beautiful Mind, etc.

  13. Fogo, até que merecias ser torturado pela maior parte.
    Também não admiro nadinha o "Michael Clayton" é filme que nem vi todo sequer... e o esse do "Lost Boys", são dois titulos que concordo também. o "brazil" nunca vi... os outros tenho-os entre o interessante (Beautiful Mind por ex) e o bom (caso do "Collateral" por ex).
    :-)

  14. CINE31 says:

    Tortura?! Que biolência!!!

  15. Eheheheheh!
    Tortura de cócegas enquanto eras obrigado a ver todos estes filmes em loop, durante horas e horas. Coisa pouca...

Deixe o seu comentário:

Partilhe os seus comentários connosco!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...